top of page
  • paulominasgeo

Medição das Emissões Atmosféricas

Atualizado: 22 de ago. de 2023


A medição das emissões atmosféricas devem ser realizadas para averiguar eventuais poluentes no ar.


Os poluentes no ar podem ser provenientes de poeiras, fumaças e todo tipo de material sólido e líquido que se mantém suspenso na atmosfera por causa de seu pequeno tamanho. As principais fontes de poluentes são: processos industriais, queima de biomassa, veículos, poeira do solo, entre outros.


O tamanho das partículas está diretamente associado ao seu potencial de causar problemas à saúde, sendo que quanto menores, maiores os efeitos provocados.


A Minasgeo trabalha com a medição de partículas atmosféricas e qualidade do ar há mais de 15 anos, assim como com estudos de monitoramento, essenciais para as atividades regulares das indústrias. Seguem alguns deles:


- AGV / PTS, também conhecido como "hi-vol", que é a medição das Partículas Totais em Suspensão no ar, medido por um Amostrador de Grande Volume. Essa medição consta na maior parte das licenças como item essencial para funcionamento regular de uma indústria ou empresa, atestando o comprometimento com a não poluição do meio ambiente. Essa medição é estabelecida na Resolução Sema 016/2014.


- MP10 ou PM10 é o monitoramento das partículas inaláveis grossas. Esse monitoramento deve ser feito no entorno da indústria, através de 04 campanhas por ano, em frequência trimestral. Essa medição é estabelecida pela CONAMA 491/2018.


- MP2,5 ou PM2,5 é o monitoramento das partículas inaláveis finas ou respiráveis. Esse monitoramento deve ser feito no entorno da indústria, através de 04 campanhas por ano, em frequência trimestral. Essa medição é estabelecida pela CONAMA 491/2018. O MP2.5 é um material particulado fino (de 0,1 até 2,5 micrômetros). Como possui tamanho microscópico, quando liberado no ar entra facilmente nas vias respiratórias E podem causar vários problemas como asma, pneumonia e câncer de pulmão.


O monitoramento das partículas inaláveis é cada vez mais importante para a saúde humana, sendo o MP10 e o MP2,5 referências nessas medições da qualidade do ar respirável.


Com a revisão dos padrões de qualidade do ar, novos padrões foram estabelecidos, para que a poluição seja reduzida a níveis desejáveis ao longo do tempo, evitando danos ao sistema respiratório e as doenças relacionadas.


Temos no Brasil os padrões de qualidade do ar estabelecidos pela CONAMA 491/18.





Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page